quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Risco de ponto de corte em filosofia e sociologia



Assuntos de filosofia e sociologia foram cobrados no vestibular tradicional da Universidade de Pernambuco (UPE), pela primeira vez, ano passado. Muitos estudantes não levaram a sério, preferindo investir mais em outras disciplinas. Resultado: levaram ponto de corte em uma dessas duas matérias. Vale não negligenciá-las nesta etapa final de preparação, pois poderão conferir pontos preciosos que farão diferença na aprovação do vestibular. O concurso será nos dias 28, 29 e 30 de novembro.
Filosofia e sociologia também caem no vestibular seriado da UPE desde 2008, ano de criação dessa modalidade de seleção, que aplica três provas, durante os três anos do ensino médio. O exame, para alunos dos 1º e 2º anos, está marcado para 21 de novembro. Os dos 3º anos vão encarar os testes mais cedo, em 14 e 15 de novembro. A prova de ciências humanas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), dia 6, inclui conteúdos filosóficos e sociológicos em suas questões.
“A UPE exige do estudante mais domínio dos conceitos de filosofia e sociologia. Também a capacidade de relacionar esses conceitos e aplicá-los. No Enem é diferente, o conhecimento vem junto de história, de geografia, é mais interdisciplinar e cobra mais interpretação”, destaca o professor do Colégio Motivo Mário Souza, que leciona as duas matérias no ensino médio.
Baseado nas provas anteriores da UPE, ele orienta que os alunos do 1º ano revisem, em filosofia, a questão do mito e as características do ser humano. Ler sobre a Ilíada e a Odisseia, de Homero, também é importante, assim como textos que fazem referência à mitologia, como Alegoria da Caverna, de Platão. Em sociologia, dê atenção aos processos de socialização (competição, conflito, terrorismo, cooperação, assimilação e acomodação). “Caiu tanto no seriado como no tradicional”, observa Mário. Rever as ideias e conceitos defendidos por Comte, Durkheim, Weber e Karl Marx é outra sugestão do professor do Motivo.
LÓGICA - Para os estudantes do 2º ano, Mário destaca, em filosofia, raciocínio lógico, estudo das falácias e formas de argumentos (dedução, indução, analogia), como filósofos usaram o amor nas suas reflexões e elementos da cultura. “Metade da prova de filosofia do vestibular tradicional cobrou assuntos de lógica”, afirma. Cidadania, estrutura e organização da sociedade, processos de produção, Marx e Durkheim são os destaques para a revisão em sociologia.
Os feras do 3º ano devem incluir em filosofia: concepção de política, ética, existencialismo (especialmente Sartre e Heidegger), liberdade, arte e suas funções (veja análise dos filósofos da Escola de Frankfurt sobre indústria cultural). Na parte de sociologia, releia sobre cultura, aculturação e movimentos da contracultura, instituições sociais (família, Igreja, Estado), estratificação social, movimentos sociais, escola e a função da educação.

Margarida Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário